Eu já havia comentado um livro de Harlan Coben aqui.
Eu havia adorado o livro e fiquei super curiosa para ler mais!
Dessa vez escolhi Cilada.
Eu sempre fui fã de seriados de ficção policial mas livros não era muito chegada não... sempre preferi os romances.
Mas Harlan Coben mudou minha opinião: o cara é muito bom na caneta!






Essa sinopse está disponível no site da Submarino, que foi onde eu comprei. Tem até o primeiro capítulo disponível para leitura:


"Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente. Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. 

Harlan Coben mais uma vez deixa o leitor sem ar. Cilada fala de culpa, luto e perdão em uma trama repleta de reviravoltas surpreendentes. Nada é o que parece e tudo pode ser desfeito até a última página. "





"Ninguém consegue escapar das próprias mentiras"

Com esse subtítulo, o "mestre das noites em claro", inicia uma trama envolvente e instigante.

Como eu já havia lido um livro dele, eu pensei que preveria o fim facin, facin... Eu estava muito enganada!
Já percebi que é costume do autor entrelaçar várias histórias e isso faz com que a gente tente prever de que forma elas se complementam.
Ao longo dos capítulos , Coben insere pequenos detalhes que vão dando forma e vida à história.
Outro costume dele é revelar o fim no fim. Então nem invente de ler as últimas páginas, pois é lá que está revelada todas as suspeitas.

O livro começa falando de mentiras mas termina falando de confiança e perdão.

Eu curti bastante e recomendo muitíssimo!

Desliga o PC e vai ler um livro! ;-]

Beijinhos pós feriado!
=}


Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós!
Deixe o link do seu blog para que possamos retribuir a visita.
Volte todos os dias! ^.~
Comenta aê: